Apple diz que iPhone não escuta suas conversas

Depois de ser questionada por parlamentares dos Estados Unidos sobre a possibilidade do iPhone gravar conversas das pessoas, a Apple enviou uma resposta bastante direta e objetiva, negando a prática e afirmando que qualquer assunto privado (como a gravação da voz) depende de autorização do usuário.

Foto por K?rlis Dambr?ns/Flickr

Tudo começou quando os parlamentares Greg Walden, Marsha Blackburn, Gregg Harper e Robert Latta questionaram a Apple sobre a possibilidade de smartphones e até mesmo caixas de som inteligentes, que neste caso é o Homepod, conseguirem escutar o que se passa em seu entorno e que estes dados eram armazenados remotamente.

Segundo a marca da maçã, nenhum iPhone pode escutar a voz do dono sem seu consentimento e que não permite que aplicativos terceiros passem por cima desta regra. Além disso, a empresa ainda afirma que vem removendo aplicativos da App Store que violam qualquer regra de privacidade.

?A Apple não monitora e não pode monitorar o que desenvolvedores fazem com os dados que coletam, ou impedir que um desenvolvedor transfira a informação posteriormente, nem temos a capacidade de garantir a conformidade de um desenvolvedor com suas próprias práticas sobre políticas de privacidade ou leis locais,? comentou a Apple quando questionada se chegou a banir alguém que criou algum app e que este foi removido por desrespeitar a privacidade do usuário.

Por fim, a Apple diz que de quase 100 mil apps que são enviados para análise antes da publicação na App Store, a empresa remove 36 mil por algum tipo de violação de seu conjunto de regras.

Com informações: Reuters.

Apple diz que iPhone não escuta suas conversas






Rua Minas Gerais 297, Sl 192 CEP 86010-905, Londrina-PR
Fone Comercial: (43) 3371-0110 | Fone do Ouvinte (43) 3371-0102